Chanucá Parte Final

No Talmud

O milagre de Chanucá é descrito no Talmud, mas não nos livros dos Macabeus. Esse feriado marca a derrota das forças selêucidas que tentaram proibir Israel de praticar o judaísmo. Judas Macabeu e seus irmãos destruíram forças surpreendentes, e rededicaram o Templo. O festival de oito dias é marcado pelo acendimento de luzes com uma menorá especial, tradicionalmente conhecida entre a maioria dos Sefaradim como chanucá, e entre muitos Sefaradim dos Balcãs e no Hebraico moderno como uma chanukiá.

O Talmud (Shabat 21b) diz que após as forças de ocupação terem sido retiradas do Templo, os Macabeus entraram para derrubar as estátuas pagãs e restaurar o Templo. Eles descobriram que a maioria dos itens ritualísticos havia sido profanada. Eles buscaram óleo de oliva purificado por ritual par acender uma Menorá para rededicar o Templo. Contudo, eles encontraram apenas óleo suficiente para um único dia. Eles acenderam isso, e foram atrás de purificar novo óleo. Milagrosamente, aquela pequena quantidade de óleo queimou ao longo dos oito dias que levou para que houvesse novo óleo pronto. É a razão pela qual os judeus acendem uma vela a cada noite do festival.

No Talmud dois costumes são apresentados. Era comum tanto ter oito lamparinas na primeira noite do festival, e reduzir o número a cada noite sucessiva; ou começar com uma lamparina na primeira noite, aumentando o número até a oitava noite. Os seguidores do Shamai preferiam o costume anterior; os seguidores do Hilel advogavam o segundo (Talmud, tratado Shabat 21b). Josefo acreditava que as luzes eram um símbolo da liberdade obtida pelos judeus no dia em que Chanucá é comemorado.

As fontes talmúdicas (Meg. eodem; Meg. Ta’an. 23; compara as diferentes versões Pes. R. 2) descrevem a origem do festival de oito dias, com seus costumes de iluminar as casas, até o milagre dito ter acontecido na dedicação do Templo purificado. Isso foi que o pequeno vasilhame de óleo puro que os sacerdotes Hasmoneus encontraram intocados quando eles entraram no Templo, tendo estado vedado e escondido. Esse pequeno montante durou por oito dias até que novo óleo pudesse ser preparado para as lamparinas do candelabro sagrado. Uma lenda similar em características, e obviamente mais antigo, é aquele aludido em Mac. 2 1:18 et seq., de acordo com o qual o reacendimento das luzes do fogo do altar por Nehemias foi devido a um milagre que ocorreu no vigésimo quinto dia de Kislev, e no qual parece ter sido dado como a razão para seleção da mesma data para a rededicação do altar por Judas Macabeu.

Livros dos Macabeus

A história de Chanucá é preservada nos livros de Macabeus 1 e Macabeus 2. Esses livros não são parte da Bíblia Hebraica, mas são parte do material religioso e histórico deuterocanônico da Septuaginta; esse material não foi codificado mais tarde pelos judeus como parte da Bíblia, mas foi codificado pelos católicos e cristãos ortodoxos.

Uma outra, provavelmente tardia, fonte é o Megillat Antiokhos — um texto escrito pelos próprios Macabeus por Saadia Gaon, e mais provavelmente escrito por volta do primeiro ou segundo século d.C.

Celebração

A festa de Chanucá é celebrada durante oito dias, do dia 25 de Kislev ao 2 de Tevet (ou o 3 de Tevet, quando Kislev só tem 29 dias). Durante esta festa se acende uma Chanukiá, ou candelabro de 9 braços (incluindo o central e maior, denominado Shamash, ou servente). Na primeira noite acende-se apenas o braço maior e uma vela, e a cada noite se vai acrescentando uma vela, até que no oitavo dia o candelabro está completamente aceso. Este ritual comemora o milagre do azeite que queimou por oito dias no candelabro do Templo de Jerusalém .

O Chanucá hoje

Novas interpretações do Chanucá

Antes do século XX, o Chanucá era um feriado relativamente menor. Contudo, com o crescimento do Natal como o maior feriado no Ocidente e o estabelecimento do estado moderno de Israel, o Chanucá começou a servir crescentemente tanto como celebração da restauração da soberania judaica em Israel e, mais importante, como um feriado para se dar presentes voltado para a família em Dezembro que poderia ser um substituo judaico para o feriado cristão. É importante notar que a substituição pelo Natal não é universalmente aceito, e muitos judeus não tomam parte nesta significação extra naquilo que eles consideram um feriado menor. Crianças judias, primariamente entre os Ashkenazim, também jogam um jogo onde eles giram um pião de quadro faces com letras hebraicas chamado de dreidel (סביבון sevivon em hebraico).

Cronologia

* 198 a.C.: Exércitos do Rei Selêucida Antíoco III (Antíoco o Grande) expulsa Ptolomeu V de Judéia e Samária.

* 175 a.C.: Antíoco IV (Epifanes) ascende ao trono Selêucida.

* 168 a.C.: Sob o reinado de Antíoco IV, o Templo é destruído, os judeus massacrados e o judaísmo é proibido.

* 167 a.C.: Antíoco pede um altar para Zeus erguido no Temlo. Matatias e seus cinco filhos, João, Simão, Eliézer, Jonatas e Judas lideram uma rebelião contra Antíoco. Judas se torna conhecido como Judas Macabeu (Judas, o Martelo).

*166 a.C.: Matatias morre, e Judá toma seu lugar como líder. O Reino Judaico Hasmoneu começa; Ele duraria até 63 a.C..

*165 a.C.: A revolta judaica contra a monarquia selêucida é bem sucedida. O Templo é libertado e rededicado (Chanucá).

*142 a.C.: Estabelecimento da Segunda Comunidade Judaica. Os selêucidas reconhecem a autonomia judaica. Os reis selêucidas tem autoridade formal, o que os Hasmoneus reconhecem. Isso inaugura um período de grande expansão geográfica, crescimento populacional, e desenvolvimento religioso, cultural e social.

* 139 a.C.: O Senado Romano reconhece a autonomia judaica.

*130 a.C.: Antíoco VII sitia Jerusalém, mas desiste.

* 131 a.C.: Antíoco VII morre. Israel se livra do subjugo sírio completamente.

* 96 a.C.: Começa uma guerra civil de oito anos.

* 83 a.C.: Consolidação do Reino no território a leste do Rio Jordão.

* 63 a.C.: O Reino Judaico Hasmoneu chega ao final graças a uma rivalidade entre os irmãos Aristobolus II e Hyrcanus II, sendo que ambos apelam à República Romana para intervir e assegurar o poder em suas mãos.

O general romano Gnaeus Pompeius Magnus (Pompeu, o Grande) é despachado para a área. Doze mil judeus são massacrados quando da vinda dos romanos a Jerusalém. os sacerdotes do Templo são abatidos no altar. Roma anexa a Judéia.

CREIA NO SENHOR JESUS CRISTO COMO O ÚNICO CAMINHO, A ÚNICA VERDADE E A VERDADEIRA VIDA.

O texto acima á apenas para conhecimento, mas não pode e, em NOME DE JESUS, não vai atrapalhar a sua fé. A salvação não depende de CHANUCÁ nenhuma, mas de recebermos e crermos em JESUS CRISTO.

FILHOS AMADOS, fiquem por dentro das coisas, procurem saber, estudar, compreender, para não serem enganados, diz a Palavra: CONHECEREIS A VERDADE E A VERDADE VOS LIBERTARÁ, inclusive das falsas doutrinas e das vans filosofias que atualmente invadem nossos lares pela televisão, pelo rádio e etc.

Pr. Sebastião Lima

Visualizações: 1.616

 

7 Comments »

  1. Deus usa quem Ele quer,até o Mario para falar com os teus filhos.Este site é uma benção, atraves dele tenho evangelizado no meu trabalho.Deus continue abençoando vocês. bjos

    Comentário de louzimeri — 14 de março de 2012 @ 7:45

  2. obrigado pelas palavras elas mi são luz.

    Comentário de ricardo — 12 de novembro de 2012 @ 16:48

  3. O Senhor pastor é uma benção e um paizão, que o ESPÍRITO SANTO CONTINUE TE USANDO.

    Comentário de LARISSA — 18 de março de 2014 @ 16:44

  4. Bߋm dia Еste é meս primeiro comentar aqui, entãօ eᥙ só queria dar
    սm аlô rápido е dizer eu genuinamente desfrutar
    lendo ѕᥱu posts do blog . Você ρode sugerem quаlquer outros blogs/sites/fóruns ԛue
    rever o meѕmo tópicos? Mᥙito obrigado !

    Comentário de orquídeas facebook — 20 de março de 2017 @ 13:49

  5. Ꭲem realmente muіto complicado neste cheio ԁe actividade vida para ouvіr notícias TV ,
    aѕsim eu ѕimplesmente usar іnternet para
    que finalidade , e οbter o mais uр-to-date notícias .

    Comentário de site do emagrecimento — 11 de abril de 2017 @ 17:22

  6. Hurra! Por fim, recebi um blog de onde eu posso obter fatos valiosos sobre
    Meu estudo e conhecimento.

    Comentário de www.br.fatlossdoctor.pro — 4 de julho de 2017 @ 19:44

  7. Olha a mentira cristã é de uma falta de vergonha a toda prova Flavio Josefo nunca falou de um Jesus isto é mentira do cristianismo romano.
    Na verdade até o que se fala que ele falou sobre João Batista já foi contestada, pra começo de conversa João Batirta começou sua vida pública batizando os judeus, um costume pagão não preticado por judeus e ai ele chama os judeus ao arrependimento e começa a aplicar um costume pagão naquele povo de tradição ortodoxa, vcs acham isto possível?

    Comentário de Daniel S Rachadel — 3 de setembro de 2017 @ 20:05

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment