Na Posição em que cair assim a árvore ficará

Ap 22:11- Continue o injusto fazendo injustiça, continue o imundo ainda sendo imundo. Ec 11:3 – Estando as nuvens cheias, derramam a chuva sobre a terra, e caindo a árvore para o sul, ou para o norte, no lugar em que a árvore cair, ali ficará.

A árvore que o texto está se referindo somos nós. Sl 1:3 – Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto na estação própria, e cujas folhas não caem, e tudo quanto fizer prosperará.

Mt 3:10 – E também agora está posto o machado à raiz das árvores; toda a árvore pois, que não produz bom fruto, é cortada e lançada no fogo.

Mc 8:24- E, levantando ele os olhos, disse: Vejo os homens; pois os vejo como árvores que andam.

Jesus nos chama de ramos da videira verdadeira que é ELE.

Os frutos dessa árvore são manifestos por nossas atitudes. À repetição de atitudes chamamos de hábitos; que por sua vez geram práticas, que geram o costume. O costume revela o CARÁTER de uma pessoa ( de onde originam os frutos da arvore).

Assim, o caráter de uma pessoa é manifesto através de seus costumes. E o caráter com que chegarmos ao nosso fim (morte) – esse será o nosso caráter permanente por toda a eternidade.

Aquele que vive em pecado, que morre em pecado, está construindo o seu próprio destino. Durante nossa vida, as nossas atitudes estão, na verdade, adquirindo o nosso direito de moradia na eternidade. Pagamos o terreno onde iremos morar (céu ou inferno) com os nossos atos. Quando as palavras são insufiucientes as atitudes são essenciais. Por isso JESUS disse que se conhece a árvore pelos frutos e não pelas folhas (palavras) que vão saindo de nossa boca durante toda  vida e nos revelando aos outros. O homem comerá do bem da sua boca Pv13:2.

Assim, nossas atitudes vão definindo o lugar onde iremos morar. São o pagamento do terreno que nós estamos comprando.

ONDE VOCÊ ESTÁ COMPRANDO O SEU? É próximo ou longe do Trono de Deus?

Jesus disse “na casa de meu Pai tem muitas moradas” e em MT 6:20 disse: Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam. Amados filhos, hábitos pecaminosos tornam a vida toda pecaminosa. Vida pecaminosa define o lugar onde você vai passar a eternidade. Ler Jó 18.

É isso que torna séria a nossa vida. As sementes da nossa eternidade futura estão em nosso presente. A cada dia semeamos as sementes da nossa eternidade.

Sl 37:27 – Aparta-te do mal e faze o bem; e terás morada para sempre.

Sl 46: 4 -Há um rio cujas correntes alegram a cidade de Deus, o santuário das moradas do Altíssimo.

Sl 47:20 – Atenta para o teu concerto; pois os lugares tenebrosos da terra estão cheios de moradas de crueldade.

IS 28:16; 32:18.

Como nasce uma vida de pecado?

Nasce pela repetição constante de pequenos atos (pecados), que gera o hábito; o hábito leva à prática; e a prática desemboca no costume; e o costume atravessa as gerações. Os costumes revelam o caráter de uma pessoa. E o caráter determina o destino!

No Reino dos Céus, cada um vai para o lugar que lhe é adequado, ou seja, ao lugar para o qual se preparou por meio da vida na terra, veja a confirmação, Jesus disse NA CASA DE MEU PAI TEM MUITAS MORADAS (Jo 14:2).

“Dn 7:18 – Mas os santos do Altíssimo receberão o reino, e possuirão o reino, para todo o sempre, e de eternidade em eternidade.”

Aquele que sempre pecou aqui na terra, que vive na prática do pecado, continuará a pecar para sempre na eternidade, sem possibilidade de mudança ou arrependimento. “Is 45:17 – Mas Israel é salvo pelo Senhor, com uma eterna salvação; pelo que, não sereis envergonhados nem confundidos em todas as eternidades.”

Assim resta claro que os que buscam a santificação e procuram viver em santidade serão salvos eternamente, serão livres da vergonha e da confusão que virá sobre os pecadores em todas as eternidades. Estão construindo uma casa próximo ao Trono de Deus.

Portanto, viver no pecado aqui na terra é decretar para si vergonha e confusão nas eternidades de Deus, é comprar uma morada longe da habitação do Todo Poderoso.

Is 55:15 – Porque, assim diz o Alto e o Sublime, que habita na eternidade, e cujo nome é santo: Num Alto e Santo lugar habito, e também com o contrito e abatido de espírito, para vivificar o espírito dos abatidos e para vivificar o coração dos contritos.

“Is 64:5 – Saíste ao encontro daquele que se alegrava e praticava justiça, daqueles que se lembram de ti nos teus caminhos: eis que te iraste, porque pecamos; neles há eternidade, para que sejamos salvos.”

A morte eterna é simplesmente permanecer no pecado eternamente e sofrer as conseqüências desses pecados também eternamente, sem qualquer possibilidade de mudança, sendo ciente de que teve a oportunidade para mudar e não fez.

O homem depois da morte não perde a consciência de seus atos, veja o que diz em Lc 16:19-31.

Porque seus atos resultam de palavras e as palavras são eternas.

O castigo dos perversos não será um castigo arbitrário, mas o resultado natural das suas próprias escolhas, de seus atos (costumes) nesta vida.

Na posição em que cair, assim a árvore ficará; Da forma que vive o homem, assim morrerá; Da forma que morre o homem, assim ele será por todas as eternidades de Deus!

Faz uma grande diferença, portanto, a forma como vivemos neste mundo, veja o que está em Is 45:17: “Mas Israel é salvo pelo Senhor, com uma eterna salvação; pelo que, não sereis envergonhados nem confundidos em todas as eternidades.”

Na mente de algumas pessoas, há uma falsa impressão de que podem viver no pecado todos os dias e então por meio de umas poucas lágrimas de penitência e alguns poucos pedidos de misericórdia na hora da morte podem mudar todo o curso da vida que levaram, e assim passar a eternidade no céu.

A Bíblia fala de várias eternidades, veja que o texto de Isaias 45:17 diz “em todas as eternidades”, plural.

O versículo no início deste texto não permite essa idéia. A vida futura é meramente a colheita da vida que levamos no presente. Os homens serão julgados, também, pelas suas obras.

O Novo Testamento, em todo lugar, ensina essa mesma verdade solene.

Isso não significa que a salvação é pelas obras. Nós somos salvos pela graça, mas a graça transforma a vida e nos torna santos onde o “Morrer é lucro” e isso para aqueles que podem dizer com sinceridade: “Para mim, o viver é Cristo”!

Ec 12: 12 – E, de mais disto, filho meu, atenta: não há limite para fazer livros, e o muito estudar enfado é da carne. 13 – De tudo o que se tem ouvido, o fim é: Teme a Deus, e guarda os seus mandamentos; porque este é o dever de todo o homem. 14 – Porque Deus há de trazer a juízo toda a obra, e até tudo o que está encoberto, quer seja bom, quer seja mau.

Onde você está construindo a sua casa futura?

Ela está próxima do Trono de Deus?

1) Igreja de Éfeso. Ap 2: 7 – Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas: Ao que vencer, dar-lhe-ei a comer da árvore da vida, que está no meio do paraíso de Deus.

2) Igreja de Smirna: Ap 2:10 Nada temas das coisas que hás-de padecer. Eis que o diabo lançará alguns de vós na prisão, para que sejais tentados; e tereis uma tribulação de dez dias. Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida. 11 – Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas: O que vencer não receberá o dano da segunda morte.

3) Igreja de Pérgamo: Ap 2: 17 – Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas: Ao que vencer, darei eu a comer do maná escondido, e dar-lhe-ei uma pedra branca, e na pedra um novo nome escrito, o qual ninguém conhece senão aquele que o recebe.

4) Igreja de Tiatira: Ap 2: 26 – E, ao que vencer, e guardar até ao fim as minhas obras, eu lhe darei poder sobre as nações; 27 – E com vara de ferro as regerá, e serão quebradas como vasos de oleiro, como também recebi do meu Pai; 28 – E dar-lhe-ei a estrela da manhã. 29 – Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas.

5) Igreja de Sardo: Ap 3: 5 – O que vencer será vestido de vestes brancas, e de maneira nenhuma riscarei o seu nome do livro da vida, e confessarei o seu nome diante do meu Pai e diante dos seus anjos.

6) Igreja de Filadélfia: Ap 3: 12 – A quem vencer, eu o farei coluna no templo do meu Deus, e dele nunca sairá; e escreverei sobre ele o nome do meu Deus, e o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém, que desce do céu, do meu Deus, e também o meu novo nome.

7) Igreja de Laodicéia: Ap 3: 20- Eis que estou à porta, e bato: se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo. 21 – Ao que vencer, lhe concederei que se assente comigo, no meu trono, assim como eu venci, e me assentei com meu Pai, no seu trono.


J. R. MILLER

Ministrado por Pr. Sebastião Lima

Visualizações: 5.563

 

3 Comments »

  1. Glória ao DEUS, que nos livrou da preocupações deste mundo!!!!

    Comentário de LARISSA — 3 de abril de 2014 @ 9:08

  2. Texto maravilhoso e muito inspirador, a indiferença é cruel :(

    Comentário de Rebeca — 14 de abril de 2014 @ 20:59

  3. Minha esposa fala que eu não tenho fé porque me preocupo de mais com o futuro nosso e de nossos filhos.
    Só eu trabalho em casa e não sou registrado, e o contrato pode acabar a qualquer momento sem nenhum direito trabalhista. Ou seja se eu parar hoje amanhã já não tenho o que receber.
    Eu fico buscando alternativas para um plano B, contatos para um convenio mais barato, atividades que possam nos oferecer uma outra renda, etc..
    e eu sempre me deparo com minha esposa fazendo este comentário.
    Realmente não sei se preciso deixar tudo nas mãos de Deus ou continuar me preparando e planejando.

    Comentário de Tony — 5 de julho de 2017 @ 11:43

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment